Campanha de mídia de performance: tudo o que você precisa conhecer!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Expandir o conhecimento da marca e buscar novos consumidores é sempre muito bom para qualquer empresa. Gerentes de marketing vivem em busca de melhores técnicas e estratégias para alcançar esses objetivos e, nesse contexto, uma campanha de mídia de performance se mostra um grande potencial.

Com tantas possibilidades que o marketing digital oferece às empresas, é preciso ter um bom controle dos recursos e buscar sempre otimizar os seus investimentos. Caso contrário, a empresa acaba aplicando tempo e dinheiro em estratégias que não geram os resultados esperados.

Então, criamos este conteúdo bem completo para mostrar tudo o que você precisa saber sobre uma campanha de mídia de performance. Trabalharemos os seguintes tópicos:

  • o que é mídia de performance;
  • a importância na estratégia de marketing do seu negócio;
  • como funciona uma campanha de mídia de performance;
  • check-list do que não pode faltar na sua campanha;
  • as principais vantagens desse tipo de estratégia; e
  • como potencializar a campanha de mídia de performance.

E então, preparado para começarmos? Boa leitura!

Afinal, o que é mídia de performance?

É muito provável que você já tenha visto um anúncio de mídia de performance, mesmo que não saiba que se tratava de um. Sabe quando você visita um site e aparece um banner de uma determinada empresa, oferecendo um produto ou serviço? Pois é, isso é uma campanha de mídia de performance.

Outro exemplo de estratégia muito aplicada pelas empresas são os links patrocinados na busca do Google. Nas primeiras posições, acima da busca orgânica e marcados com um selo de “anúncio”, aqueles links estão ali porque as empresas investiram financeiramente pela aquisição do espaço.

Então, mídia de performance é uma estratégia de marketing em que a empresa paga por uma exposição da sua marca, com anúncios construídos. Mas isso é uma mídia normal, não? A grande diferença da mídia de performance para uma outra campanha de publicidade é que, na primeira, você só paga quando alcança o resultado esperado!

Nos links patrocinados do Google, por exemplo. Você faz uma pesquisa das principais palavras-chave que o seu público utiliza. Então, entra no Google AdWords para participar do leilão de termos. Você escolhe o valor que deseja pagar pelo clique e começa a disputar a presença na página de respostas. Até então, você não tem que pagar nada, isso só acontece quando alguém clica no seu link. Ou seja, a cobrança é posterior ao resultado!

Qual é a importância na estratégia de marketing do seu negócio?

A campanha de mídia de performance é extremamente importante para a estratégia de marketing de qualquer empresa. É um erro achar que essas ações são exclusivas de grandes organizações, que têm orçamentos maiores. Afinal, você é quem estabelece os valores que pode pagar por uma determinada ação do potencial cliente.

É fato que a Internet abriu grandes possibilidades para que as empresas aumentassem o público-alvo, atraindo novos clientes e elevando as vendas. A expansão do acesso também modificou a forma com que as organizações trabalhavam o marketing.

Antigamente, com as estratégias offline, era muito difícil manter um controle dos resultados — a compra da exposição da marca em um outdoor, por exemplo. Você paga para ter aquele espaço publicitário por um determinado tempo, mas é mais complexo identificar quem foi convertido por aquela ação. Então, o cálculo de retorno sobre o investimento é problemático.

As propagandas na rede de televisão funcionam de forma similar. Mesmo que tenham um alcance grande e que possam gerar bons frutos, o controle dos resultados é complexo. Torna-se difícil dizer qual cliente foi convertido a partir daquele investimento.

No entanto, além dessas questões que foram levantadas, um ponto que chama a atenção é a necessidade de investir antes de alcançar qualquer ganho. Então, mesmo que a ação não seja convertida em vendas, você terá que pagar por isso. E paga caro!

É nesse momento que a campanha de mídia de performance ganha importância nas suas estratégias de marketing. Como você só paga a partir de uma ação, a garantia de um bom retorno é maior.

Além disso, vários canais de comunicação oferecem mídia de performance. Basta ter conhecimento e capacidade para identificar as melhores opções e, assim, criar um plano estratégico ideal para a sua empresa.

Como funciona uma campanha de mídia de performance?

Antes de entrarmos em como funciona uma campanha de mídia de performance, precisamos falar sobre a necessidade em conhecer o público-alvo da sua empresa. Isso porque não adianta criar qualquer ação de marketing sem ter esse conhecimento prévio.

É preciso saber quem são os potenciais clientes da sua marca, aqueles que podem ter o interesse em adquirir seus produtos ou serviços. Conheça suas características, saiba quais são suas necessidades, dores, objetivos e limitações. Observe o tipo de linguagem utilizado e os canais de comunicação mais frequentes.

A partir das informações obtidas do público-alvo, você pode começar a traçar seu plano de mídia.

Agora, com os dados anteriores já conhecidos, podemos pensar no funcionamento e na criação da campanha. Basicamente, há duas formas de montar uma mídia de performance: a cobrança por cada mil visualizações do anúncio (CPM, ou Custo Por Mil Impressões), ou a cobrança por cada clique recebido no material (CPC, ou Custo Por Clique).

Então, o primeiro passo é escolher a plataforma em que deseja lançar sua campanha, seja na rede de pesquisa, seja na rede de display, seja em uma campanha de remarketing do Google, seja nas redes sociais, como Facebook e Instagram.

Depois de estabelecido o canal que abrigará os anúncios, chega o momento de escolher o modo de cobrança, que, como mostramos, compõe-se de duas opções.

No caso do custo por clique, CPC, você estabelece o valor que pode pagar por cada interação. É muito importante calcular bem esse investimento, visto que, se ele for baixo demais, comparado aos concorrentes, a sua marca não terá a visibilidade desejada. Se for alto demais, pode gastar além do que seria necessário e ainda pode comprometer o seu orçamento no final do mês, com uma má surpresa na hora de pagar a conta!

Então, o cálculo do investimento deve ser preciso! Além disso, você deve estabelecer o seu objetivo com a estratégia. Por exemplo, ao anunciar no Facebook, por meio da plataforma do Facebook Ads, você tem as seguintes opções de objetivos:

  • aumentar o reconhecimento da marca;
  • elevar o alcance das estratégias;
  • alavancar o tráfego no site ou blog da empresa;
  • melhorar o envolvimento do público com as campanhas da marca;
  • fazer com que o público baixe um determinado aplicativo;
  • potencializar a visualização de um vídeo;
  • gerar mais cadastros de leads;
  • realizar conversões;
  • levar potenciais consumidores até o estabelecimento físico; e
  • alavancar as vendas.

Essa definição do objetivo é muito importante, pois isso muda alguns aspectos dos seus anúncios, como a chamada para ação.

Check-list: o que não pode faltar na sua campanha?

Agora, mostraremos um verdadeiro check-list do que a sua campanha de mídia de performance precisa para que os resultados sejam realmente transformadores. Tenha muita atenção com cada ponto, pois eles podem fazer toda a diferença nos ganhos obtidos!

O objetivo está corretamente traçado?

O primeiro item da nossa checagem é quanto ao objetivo. Isso porque, como já dissemos, a estratégia pode ser modelada a partir dos resultados que você deseja alcançar.

Então, antes de criar uma campanha, seja no Facebook, seja no Instagram, seja no Google, reúna a sua equipe de marketing, avalie o momento da empresa e defina quais são os objetivos. Por exemplo, se a empresa é nova no mercado e ainda não tem um nome reconhecido pelo público, uma boa opção é aumentar o reconhecimento da marca. Já se o caso é de uma marca tradicional e reconhecida, a geração de tráfego no site ou a conversão são boas alternativas.

Por isso, avalie se o objetivo traçado na sua campanha realmente condiz com o momento da sua empresa.

O público-alvo tem as principais características conhecidas e projetadas na campanha?

Outro ponto muito importante de ser analisado é para quem os anúncios serão distribuídos. Afinal de contas, não queremos pagar por cliques de pessoas que não têm interesse ou condições de comprar nossos produtos ou serviços, não é mesmo? Não basta impactar qualquer lead, deve ser um lead qualificado!

Para isso, em todas as plataformas de criação de campanhas de mídia de performance, há a definição do público-alvo. Você vai definir as características das pessoas que serão atingidas, tais como a faixa etária, o sexo, a localização geográfica, os gostos e os interesses.

Uma outra opção de público, no caso do Facebook Ads, é o público personalizado. Com essa opção, você pode carregar uma lista de potenciais interessados, com nome, e-mail e telefone. Assim, os anúncios são bem direcionados e você investe nas pessoas certas.

O período final da campanha foi estabelecido?

O nosso terceiro ponto de checagem é o período em que a campanha terá validade, ou seja, o dia e horário de início e fim. Aliás, é nessa definição que muitas equipes de marketing cometem um grave erro: não estabelecer o ponto final da estratégia. Quando essa falha é cometida, a ação continua cobrando de acordo com a forma como foi criada e isso pode impactar no seu orçamento.

Então, estabeleça toda a duração do seu investimento, com dia e hora de início e término. Certifique-se de que esse tempo dado será suficiente para atingir os objetivos traçados. Ao final do período, faça uma análise e veja se vale a pena continuar com a campanha por mais um tempo.

O CTA está correto?

Como já falamos neste artigo, o CTA é muito importante na etapa final de criação do seu anúncio. É essa chamada que mostra ao lead o próximo passo a ser tomado. Se isso não é feito corretamente, ele simplesmente pode abandonar a possibilidade de conhecer sua marca ou, até mesmo, de realizar uma compra.

O CTA deve ser estabelecido de acordo com o objetivo que você traçou, então, verifique se essa conexão está bem tramada.

Durante o período em que a sua campanha de mídia de performance estiver ativa, uma boa ideia é alterar o texto ou botão da chamada para ação. Esse teste tem o intuito de verificar o que melhor impacta o seu público, gerando melhores resultados.

Os indicadores de desempenho foram definidos?

Por fim, o último ponto do nosso check-list está relacionado aos indicadores de desempenho, também chamados de KPI, ou Key Performance Indicators.

Cada empresa e cada estratégia têm KPIs diferentes. Eles devem ajudar os responsáveis a verificar se as ações estão levando a marca até o objetivo traçado.

Então, depois de traçados os objetivos, liste os principais indicadores de desempenho relacionados e como esses dados podem ser controlados. Indique uma periodicidade de controle e ainda as fontes geradas para obter esses resultados, como o Google Analytics ou as próprias plataformas das redes sociais.

Alguns exemplos de indicadores para uma campanha de mídia de performance são:

  • tráfego no site;
  • número de cliques nos anúncios;
  • número de conversões geradas pelos anúncios da campanha;
  • vendas geradas com origens nos anúncios;
  • relação de retorno sobre o investimento (ROI) das campanhas;
  • relação de retorno sobre o investimento publicitário (ROAS) das campanhas;
  • relação de custo de aquisição de cliente (CAC) das campanhas;
  • entre outros indicadores relevantes.

Quais as vantagens da estratégia de mídia de performance?

Já vimos muito conhecimento interessante até aqui, não é mesmo? Mas vamos continuar! Agora, conheceremos as principais vantagens que a estratégia de mídia de performance pode proporcionar para a sua empresa. Acompanhe!

Capacidade de mensurar os resultados com exatidão

O principal ponto positivo de uma campanha de mídia de performance é a capacidade de analisar os resultados e manter um acompanhamento bem de perto. Como já dissemos em tópicos anteriores, em algumas outras estratégias de marketing, principalmente quando se trata do modo offline, as possibilidades de acompanhar os resultados e saber se realmente o investimento está valendo a pena são prejudicadas. Aqui é bem diferente!

Com a mídia de performance, todos os indicadores de desempenho podem ser facilmente acessados e acompanhados para que o anunciante saiba exatamente o retorno gerado a partir do investimento.

Ao investir no Google AdWords, por exemplo, em uma rede de pesquisa, você tem acesso a variadas informações, como o número de cliques no anúncio, o volume de buscas, as conversões, o valor gasto para cada conversão e, até mesmo, alguns dados sobre a competitividade da palavra-chave.

Esses dados, além de detalharem a sua campanha, ajudam a otimizar os resultados, alterando as estratégias para aproveitar melhor cada oportunidade do mercado.

Melhor retorno sobre o investimento

Na mídia de performance, você paga quando e somente se tem o resultado que espera! Isso é ideal para manter um bom índice do ROI, ou Return On Investment. Traduzido ao português, o retorno sobre o investimento é uma relação entre o valor aplicado na ação e o valor faturado de retorno. Quanto maior o ROI, mais interessante é a estratégia.

Analisando a vantagem anterior, de mensuração dos resultados, se você não consegue avaliar os ganhos, fatalmente, não saberá calcular o ROI. Porém, não basta só calculá-lo — é importante saber como melhorá-lo e identificar se está ou não sendo satisfatório.

No entanto, temos um outro indicador que é tão importante quanto o ROI: o ROAS. Nesse segundo KPI, os valores que entram no cálculo de investimento são limitados à publicidade, ou seja, não são considerados custos com salários, aluguel de espaço físico etc. Somente são calculados os valores com as campanhas de publicidade.

Então, na sua estratégia, verifique o que é mais interessante calcular: ROI, ROAS ou mesmo ambos.

Por isso, com a mídia de performance, você deve manter sempre esse indicador controlado, analisando o quanto está investindo nos anúncios e o quanto eles estão gerando de retorno em vendas, buscando melhores práticas de aplicação.

Total controle da criação da campanha

Para fecharmos nossa lista de vantagens, uma campanha de mídia de performance é totalmente personalizável!

Com um anúncio no Facebook, como exemplo, você define o visual do anúncio, como os elementos gráficos, o texto e a chamada para ação; o objetivo, se quer gerar uma venda, ou uma visita no site, cadastro ou demais alternativas; o público, pois você carrega os dados do grupo de pessoas que quer atingir; e, ainda, o investimento, o quanto quer e pode pagar pelos resultados que deseja obter.

Então, com estratégias bem flexíveis e criadas a partir da sua necessidade, a mídia de performance se mostra como uma excelente opção para a sua e qualquer outra empresa. Basta ter conhecimento, testar muito as opções e analisar os seus resultados, buscando otimizar seus ganhos.

Como potencializar a sua campanha de mídia de performance?

Muitas empresas acabam caindo em uma zona de conforto quando começam a alcançar bons resultados. Isso é muito ruim, visto que buscar sempre a otimização pode transformar seus ganhos e elevar a sua empresa a uma posição de destaque.

Por isso, separamos algumas dicas especiais para potencializar suas campanhas de mídia de performance, a seguir.

Produza mensagens convincentes

As mensagens dos seus anúncios devem despertar a curiosidade e o interesse dos usuários. Tenha muita atenção com o texto para que as pessoas se interessem em buscar mais informações, seguindo a chamada produzida.

O texto deve ser breve, mas de modo que consiga expressar o ganho que o potencial consumidor pode ter ao clicar no link do anúncio.

Utilize imagens de alta qualidade

Se você quer criar uma campanha de mídia de performance nas redes sociais, saiba que será preciso ter esforço e estratégia para atrair a atenção das pessoas. A dinâmica nas redes é bem intensa, com muitas postagens diárias. Seu objetivo é fazer com que, em meio a tantas outras opções, o seu cliente ideal dê atenção ao anúncio.

Para conseguir isso, além do texto que já falamos, a imagem é crucial. Se você utilizar uma fotografia de cores neutras, bem apagada, tirada com uma máquina de baixa qualidade, dificilmente conseguirá se destacar no meio da multidão de postagens.

Já se a imagem destacada for bem nítida, de qualidade, com cores fortes e vibrantes, isso pode chamar a atenção das pessoas e fazê-las focar na sua campanha.

Use uma landing page como página de destino

Uma ótima dica para criar sua estratégia de anúncio é direcionar o usuário até uma landing page. Esse elemento consiste em uma página de conversão, em que a pessoa pode conquistar um determinado benefício, como acessar um conteúdo exclusivo, ter descontos ou participar de promoções, em troca de fornecer seus dados de contato, como nome e e-mail.

O interessante de direcionar para a landing page é que, mesmo que uma pessoa clique no anúncio, passe pela landing page, vá até o site, mas não finalize a compra, os dados dela estão salvos para uma estratégia posterior, ainda sendo possível a conversão. Se isso não for feito, o indivíduo pode clicar no link, gerando a cobrança, ir para o site e simplesmente fechar a página.

Então, direcione os visitantes para uma página de conversão. Certifique-se de que essa página também tenha uma alta qualidade e que não desperdice as oportunidades criadas.

Nunca canse de testar alternativas

Busque sempre otimizar seus resultados, não importa o quão interessante eles estejam. Faça testes com as imagens dos anúncios, cor dos botões, textos, chamadas para ação. Varie os valores de investimento, dias e horários de aplicação. Tudo isso pode ajudar a compreender melhor o comportamento do seu público e, assim, traçar melhores estratégias.

Conte com a ajuda de uma agência especializada

Por fim, uma dica matadora para garantir os bons resultados é contar com a ajuda de uma agência especializada no trabalho. Os profissionais têm total capacidade e experiência para planejar, executar e acompanhar os resultados. Eles saberão exatamente o que fazer para acelerar e garantir os benefícios para a sua empresa.

Contando com essa ajuda, todos os seus investimentos estarão mais seguros e você não precisará fazer apostas e testes demasiados. Erros que poderiam prejudicar toda a sua campanha não serão cometidos e os objetivos podem ser alcançados em menos tempo, consumindo menos recursos.

Portanto, como vimos em nosso artigo, criar uma campanha de mídia de performance é essencial para a estratégia de marketing da sua empresa. Essa possibilidade do marketing digital permite que você eleve a visibilidade da marca, mantendo um controle bem rígido de como o seu investimento está retornando.

É importante observar as características do seu público-alvo para não aplicar seus recursos de forma equivocada. Tenha muita atenção com todos os pontos que listamos e, principalmente, com o check-list, para não faltar nada na sua campanha.

Lembramos que é muito interessante contar com a ajuda de uma equipe especializada. Afinal, ela tem toda a capacidade técnica necessária para alavancar sua estratégia, focando em geração de resultados.

Então, se você também quer criar uma boa campanha de mídia de performance, entre agora mesmo em contato conosco. Não perca mais tempo!